Lançamento do B-ESEIG

31 Março 2008

O B-ESEIG – Boletim Informativo da Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão constitui um espaço de opinião e partilha de informação e de divulgação de investigação publicada, projectos e actividades promovidas pela Escola, com vista a estreitar cada vez mais os laços entre a Instituição e o meio em que esta se insere.

B-ESEIG de Março de 2008

A distribuição de três números por ano será feita, preferencialmente, em formato electrónico e ficará disponível no site da ESEIG, no endereço www.eseig.ipp.pt/b-eseig.

O primeiro número do B-ESEIG está já acessível aqui.

Anúncios

Lançamento do “bad norte blogue”

31 Março 2008

A Delegação Regional Norte da BAD – Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas aderiu às ferramentas Web 2.0 e lançou o seu novo meio de comunicação – bad norte blogue.

Este blogue pretende promover o contacto e constituir-se como espaço de diálogo e de partilha de informação, de notícias e de recursos com incidência na região norte (Distritos de Braga, Bragança, Porto, Viana do Castelo e Vila Real).

Chamamos desde já a atenção para o ciclo 7 Workshops, que serão realizados até ao final deste ano. Informações adicionais podem ser obtidas aqui.

Gostaríamos de expressar as nossas feilicitações ao novo Conselho Directivo da Delegação Norte, eleito para o triénio 2008-2010, por estas novas iniciativas que trazem uma lufada de ar fresco aos meandros dos profissionais de informação.

Nota: post cruzado com Web 2.0 PT


Qualificação do PIGeCo

19 Março 2008

Desde a passada sexta-feira, o PIGeCo é, oficialmente, um grupo mais qualificado.

A Milena Carvalho defendeu, com enorme sucesso, a sua Tese de Mestrado “Estudo de caso: Organização da Informação do Arquivo Pessoal Barbedo de Magalhães – Aplicação do Modelo Sistémico”.

Na sua dissertação, a nossa colega demonstrou a aplicação do modelo sistémico e interactivo a um arquivo pessoal de cariz político, assim como procedeu à avaliação e validação da utilidade de tal procedimento na organização e acesso à informação do mesmo.

O estudo de caso incidiu sobre o arquivo pessoal Barbedo de Magalhães que reúne essencialmente documentação sobre a luta do Povo de Timor-Leste contra a ocupação e respectivo processo de autodeterminação, incorporada na instituição IASI (International Institute for Asian Studies And Interchange).

Parabéns, Milena!


E-Learning 2.0 – Inovação e Pedagogia

16 Fevereiro 2008

A TecMinho/Gabinete de Formação Contínua da Universidade do Minho promoveu, ontem, o Seminário “e-Learning 2.0 – Inovação e Pedagogia” no Centro de Congressos da Exponor.

O evento, integrado na Feira Qualific@ – Feira de Educação, Formação, Juventude e Emprego, foi dedicado às pedagogias do e-learning, focando uma série de experências levadas a cabo por universidades, empresas e corporações na promoção de aprendizagens significativas para os alunos, formandos e profissionais portugueses.

Neste evento foram apresentadas ferramentas informáticas e plataformas de suporte ao e-learning, para além de projectos inovadores do ponto de vista tecnológico, pedagógico e social.

O leque de oradores foi de grande qualidade.

O programa foi o seguinte:

  • Parte I – INOVAÇÃO TECNOLÓGICA
    Sessão moderada pelo Paulo Dias, Universidade do Minho.
    • CASPOE: Sistema para a Reutilização de Objectos de Aprendizagem
      Carlos Vaz de Carvalho e Isabel Azevedo, ISEP – Instituto Politécnico do Porto
    • Ferramentas inovadoras e conteúdos para eLearning
      Arnaldo Santos e Lúcia Moreira, PT Inovação
    • Repositório e-learning da TecMinho/UMinho
      Ana Dias e José Carvalho, TecMinho-UM
  • Parte II: INOVAÇÃO PEDAGÓGICA
    Sessão Moderada por Ana Augusta Silva Dias, TecMinho-UM
    • Inovação Pedagógica na UP
      Rita Falcão, IRIC, Universidade do Porto
    • Ensino da Toxicologia no âmbito do Projecto e-learningUP
      Fernando Remião, Fac. Farmácia, Universidade do Porto
    • Second Life e Educação
      Luís F. Pedro, Universidade de Aveiro
    • Inovação e Tecnologia na UM
      Filipe Rocha, SAPIA, Universidade do Minho
    • Aprendizagem em Rede – O caso da AML
      Ricardo Branco, Área Metropolitana de Lisboa
    • Projecto e-Conhecimento da TAP
      Jorge Santos Farromba, Centro e-learning TAP

Do debate, aqui ficam algumas das minhas notas:

Leia o resto deste artigo »


Cinco Semanas para uma Biblioteca Social

4 Janeiro 2008

Five Weeks to a Social Library é um curso on-line gratuito destinado a ensinar os bibliotecários sobre o software social e como o usar nas suas bibliotecas.

O curso é ministrado através de webcasts e aborda os seguintes tópicos:

  • Blogs
  • RSS
  • Wikis
  • Social Networking Software and Second Life
  • Flickr
  • Social Bookmarking Software
  • Selling Social Software @ Your Library

O curso é licenciado segundo a Creative Commons Attribution-Non-Commercial-Share-Alike license.


Feliz Aniversário “Weblog”

17 Dezembro 2007

Hoje celebra-se o 10º aniversário da palavra “weblog”.

Como se pode ler na Wikipedia, a palavra baseada em “web log” (diário na web) foi utilizada pela primeira vez por Jorn Barger a 17 de Dezembro de 1997.

Em Abril ou Maio de 1999, Peter Merholz decidiu pronunciar a palavra original como “we-blog”, passando a utilizar o termo abreviado “blog” em Peterme.com, o seu blogue pessoal.

Para muitos, os blogues constituem o expoente máximo da “Read/Write Web” ou Web 2.0, como a ferramenta que permite a maior participação dos utilizadores da Internet, como uma forma de cada um poder expressar a sua opinião on-line, sem se sentir intimidado pela tecnologia.

Nós acreditamos que os blogues e outras ferramentas Web 2.0 têm um enorme potencial no Ensino e na Aprendizagem. Por isso aqui estamos a celebrar este aniversário.

Sugiro uma visita a “Celebrate Educational Blogging“. Lá podem deixar as vossas histórias e ideias sobre a utilização de blogues na Educação.

Feliz Aniversário Weblog!


Software Livre vs Software Proprietário

14 Dezembro 2007

A segunda Tertúlia aconteceu ontem na biblioteca da ESEIG com uma participação significativa da curso de CTDI. Um ambiente acolhedor que proporcionou 2 horas de conversa com os nossos convidados.

A conversa foi iniciada pelo Prof. Doutor António Costa, defensor e utilizador de software livre desde 1993, que clarificou alguns conceitos associados ao software livre, nomeadamente a diferença entre software livre e de código aberto, apresentando as 5 liberdades na utilização de software livre. Também clarificou que software livre não é software freeware! Como graça, baptizou os programadores contribuidores do software livre como Yougrammer (“Tugramador”), na perspectiva de que a filosofia do software livre se baseia no convite a toda a comunidade a contribuir, programando, para a evolução do programa ou aplicação.

O Eng. Reinaldo Ferreira vê a questão da propriedade do software segundo quatro vertentes: social, económica, legal e de liberdade individual.

Leia o resto deste artigo »